MEL não é tudo igual

Energia e Antioxidantes
5 de agosto de 2020
Imunidade
5 de agosto de 2020

Existem inúmeras diferenças e poderíamos citar as floradas ou as diferenças entre os orgânicos ou convencionais, mas hoje vamos focar naquela que é a diferença mais significativa em minha opinião: a diferença entre o mel cru (in natura) e o mel pasteurizado. Vamos lá?

O mel é um produto natural, doce e saboroso, com uma variedade de efeitos positivos na saúde. Ele contém mais de 181 substâncias numa solução saturada de frutose, glicose e mais 25 oligossacarídeos. Pequenas quantidades de proteínas, enzimas, aminoácidos, minerais, oligoelementos, vitaminas, compostos aromáticos, polifenóis e flavonoides compõem este superalimento.
Há diversos relatórios sobre o uso do mel no tratamento de doenças humanas, apoiados por ensaios clínicos publicados em revistas médicas. Embora o mel seja um alimento com alto teor de carboidratos, seu índice glicêmico varia entre 32 a 85, dependendo da fonte botânica, do tipo de florada onde as abelhas colhem o néctar.

Mel é antioxidante, bacteriostático, anti-inflamatório, antimicrobiano, cicatrizante de feridas e de queimaduras. Seu potencial antioxidante está fortemente correlacionado com a presença de compostos fenólicos e flavonoides, e quanto mais escuro o mel, maior a concentração dessas substâncias.

‼️ Para trazer benefícios, o mel precisa ser cru, não pasteurizado nem ultrafiltrado. Provavelmente você não vai encontrar um produto de qualidade no supermercado, pois certamente estará misturado com xarope de frutose e outras inconveniências. 😪😪

O mel utilizado na Shot Me só poderia ser o cru, pois estamos interessados em seus benefícios e propriedades nutricionais. Esse é nosso trabalho: buscar os ingredientes mais incríveis disponíveis na natureza e transformar em doses concentradas de saúde 🍯🍯🍯🐝🐝🐝

Por Daniela Soltz

Fale Conosco